NotíciasPolícia

Polícia desvenda caso e prende assassinos de homem encontrado nu, com mãos e pés amarrados

Adonis Dias Guimarães, e Carlos Nascimento Mendes, foram presos preventivamente por investigadores da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio, apontados como os autores do roubo seguido de morte praticado contra Ery Monteiro de Brito, encontrado morto na noite do dia 9 de outubro deste ano, amarrado e com sinais de tortura dentro da sua própria residência, localizada na Rua Canto Grade, Bairro Aponiã, em Porto Velho. Segundo a Polícia, Adonis mantinha um relacionamento com a vítima.

Durante as investigações, o delegado Marcelo Resem juntamente com sua equipe de policiais apurou que após matar a vítima, os criminosos fugiram levando dois aparelhos televisores, um aparelho de som e outros objetos da residência.

Os trabalhos avançaram e os policiais conseguiram identificar primeiramente Adonis, que mantinha um relacionamento com a vítima. Identificado, o delegado representou pela prisão preventiva, a justiça concedeu, ele foi localizado e preso.

Na delegacia, Adonis confessou o crime e apontou o apenado Carlos Nascimento, que está preso pelo crime de furto, como sendo seu comparsa no dia do crime. A Justiça concedeu a prisão preventiva contra criminoso, que foi cumprida pelos investigadores.

Para o delegado, o assassino confessou o crime e disse que foi convidado por Adonis para praticar o roubo na residência de Ery Monteiro. Com a prisão da dupla, o delegado Marcelo Resem concluiu o inquérito policial que apurava a morte da vítima e os assassinos estão à disposição da justiça.

O crime

Policiais militares informaram, que foram acionados no início da noite do dia 9 de outubro deste ano, para comparecer até a residência, localizada no Bairro Aponiã, onde havia uma situação de roubo.

No local, os policiais encontraram Ery Monteiro morto dentro do quarto, com as mãos e os pés amarrados e com sinais de tortura.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios