NotíciasPolícia

Dupla é presa suspeita de agredir idoso e roubar caminhonete

Veículo havia sido encomendado por três homens de Guajará-Mirim (RO), conforme depoimento dos criminosos à polícia.

Dois suspeitos foram presos em Porto Velho, no último fim de semana, suspeitos de roubar a caminhonete de um casal em Humaitá (AM). Segundo a polícia, a dupla ainda agrediu a coronhadas na cabeça uma das vítimas, um idoso de 75 anos, dono do veículo.

Conforme o registro de ocorrência, os criminosos revelaram que o automóvel foi encomendado por outros três homens de Guajará-Mirim (RO).

De acordo com o boletim, tudo começou após uma equipe da Polícia Militar (PM) ser informada de que dois suspeitos do roubo de uma caminhonete seguiam rota pela BR-319. A PM, então, encontrou a caminhonete roubada e os dois suspeitos dentro no veículo perto do posto da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron).

Mas, ao notarem a presença policial, os criminosos tentaram fugir. Neste momento, a guarnição acionou reforço e foi montado um cerco na ponte do rio Madeira. Os suspeitos foram abordados na região.

Questionados sobre o crime, um dos suspeitos, de 19 anos, confessou que a caminhonete foi”encomendada” por três homem de Guajará-Mirim.

Com a dupla, a polícia encontrou e apreendeu um revólver calibre 38 e quatro munições. Também foram achados um aparelho celular e um anel dourado dentro do veículo, que eram do dono do carro.

Versão das vítimas
Após a captura, a polícia de Porto Velho entrou em contato com a de Humaitá para falar com o casal vítima do roubo. A mulher do idoso, em depoimento, relatou que ela e o marido chegavam em casa por volta das 23h30, quando foram surpreendidos pelos suspeitos. Ela confirmou que um deles estava armado.

A vítima descreveu que o idoso chegou a brigar com o suspeito armado e o criminoso, em seguida, apontou a arma contra ele. Porém, não houve tiro.

Sem conseguir efetuar um disparo, o suspeito agrediu o idoso com coronhadas na cabeça usando o revólver, além de socos e pontapés com ajuda do comparsa. Sob ameaça e amarradas, as vítimas entregaram a chave da caminhonete aos suspeitos, que fugiram na sequência.

A mulher disse ainda que conseguiu levar o caso à PM após se desamarrar e andar até um posto policial. Para reconhecimento, a PM da capital enviou fotos dos suspeitos às vítimas, que confirmaram a identidade dos criminosos.

Após a confirmação, os suspeitos foram encaminhados para a Central de Polícia de Porto Velho, onde permanecem à disposição da Justiça.

Fonte: G1 RO

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios