DestaqueNotíciasPolítica

PREVIDÊNCIA: Policiais de RO debatem danos da reforma à categoria na ALE/RO

De acordo com o diretor do SINPEF/RO, Bosco da Federal, essa audiência visa trazer ao centro do debate os pontos específicos

Nesta sexta-feira (28) profissionais de segurança pública de todo o estado de Rondônia estão convocados a participarem de Audiência Pública que acontecerá no plenário da Assembleia Legislativa de Rondônia, a partir das 09h, em Porto Velho.

Essa audiência visa trazer o debate sobre os impactos causados pela atual proposta de reforma da Previdência brasileira aos policiais civis, federais, militares e rodoviários, além dos agentes penitenciários. Dois palestrantes de renome nacional irão explanar esses tópicos, o economista do DIEESE, Juliano Messi, e Marcelo Azevedo, um dos maiores conhecedores do tema no Brasil.

A realização desse encontro é um esforço conjunto do presidente da ALE/RO, Laerte Gomes (PSDB), deputado Jhony Paixão (PRB), deputado Anderson do SINGEPERON (PROS) e representantes dos sindicatos que representam as categorias de agentes de segurança pública em todo o estado de Rondônia.

De acordo com o diretor do Sindicato da Polícia Federal em Rondônia – SINPEF/RO, Bosco da Federal, essa audiência visa trazer ao centro do debate os pontos específicos que poderão prejudicar diretamente os profissionais de segurança pública em todo o país.

“Essas audiências são promovidas em todas as capitais do país com o apoio da Federação dos Agentes da Polícia Federal e traz o foco do debate a situação dos profissionais de segurança frente à essa reforma”, afirma Bosco da Federal.

Com a reforma os policias e agentes perderiam o direito de pensão integral para suas famílias em caso de morte durante exercício do trabalho, não terão integralidade em suas aposentadorias, além de perderem a equiparação com os salários dos policiais da ativa. A idade mínima de aposentadoria para os policiais também é uma preocupação à categoria.

“Com essa reforma sendo aprovada em sua forma integral vamos ter policiais se aposentando apenas com 65 anos de idade, agora, imagine um profissional nessa idade ainda combatendo o crime para ter direito á sua aposentadoria”, disse Bosco da Federal.

Os realizadores da Audiência Pública em Porto Velho esperam levar o debate até a bancada federal de Rondônia no Congresso Nacional, para que exista uma proposta de alteração com adesão dos representantes públicos.

Fonte
Rondoniaovivo