BrasilNotíciasPolícia

“Foi muito grave, quero que ele se entregue”, diz mãe de Cupertino

Mãe de criação de suspeito de matar ator Rafael Henrique Miguel diz que não sabe do paradeiro do filho e que não o via desde maio

A mãe de criação de Paulo Cupertino, Maria de Lurdes, deu uma entrevista exclusiva à Record TV durante o Cidade Alerta desta quarta-feira (19), e disse não saber sobre o paradeiro do filho.

Cupertino é apontado pela Polícia Civil como responsável pela morte do ator Rafael Henrique Miguel e os pais dele, João Alcisio Miguel, 52 anos, e Miriam Selma Miguel, 50 anos, no dia 9 de junho, no bairro do Pedreira (zona sul de São Paulo).

“Ele fez uma coisa muito grave, quero que ele se entregue”, disse a mãe do suspeito. Maria de Lurdes pediu para o Cupertino se entregar à polícia. “Eu não posso mais passar por isso, estou doente, e você sabe disso”.

De acordo com a mãe, Cupertino não a visitava há cerca de um mês. Ele também não tinha contato com as irmãs de criação. O irmão por parte de Maria de Lurdes que ele tinha mais contato, pois havia trabalhado com ele na oficina de carros, já é falecido.

Maria de Lurdes afirma que pretende dar assistência ao filho, mas jamais o ajudaria a fugir ou se esconder. “O modo que eu falo de ajudar não é tirar ele da cadeia, é ajudar caso ele precise de dinheiro para comer alguma coisa lá dentro, essas coisas”.

A polícia procura por Paulo Cupertino na capital e no interior de São Paulo, além de fazer buscas no Paraná, Minas Gerais, Goiás e Espírito Santo. De acordo com informações da Record TV, somente nesta quarta-feira (19), a polícia foi em 56 lugares na tentativa de localizá-lo.

Na noite desta terça-feira (18), a polícia colheu depoimentos de Maria Quintéria Oliveira, a atual esposa de Paulo Cupertino, e duas irmãs do acusado de matar o ator, no 98º DP (Jardim Miriam).

Mais cedo a polícia também ouviu a irmã e o sobrinho de Paulo — Ilma Cupertino e Gabriel Cupertino —, além de um amigo do suspeito, de nome Eduardo. Foram, no total, seis depoimentos no dia.