BrasilInteriorTrânsito

Dnit intensifica ações de fiscalização na BR-364

Ainda segundo Marinho, as balanças adquiridas já estão sendo usadas na fiscalização móvel na região de Ji-Paraná e Pimenta Bueno

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), em Rondônia, decidiu reforçar a fiscalização nas rodovias federais com a instalação de balanças móveis de pesagem em decorrência do aumento nos últimos anos, do excesso de carga, principalmente por caminhões e carretas. O resultado dessa desobediência foi o aumento nos índices de acidentes registrados nas estradas, que além de provocar danos na mecânica dos referidos veículos, compromete também o sistema de frenagem e ainda contribui para danificar a pavimentação asfáltica. Os condutores estão sendo multados conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os condutores em excesso de velocidade na BR estão sendo multados conforme o CTB. – Foto: Divulgação

De acordo com a Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran/ Nº 258/2007), a tolerância para a carga em excesso é de 5% sobre os limites regulamentares, mas nem sempre o limite é respeitado. “O órgão fiscalizador, no intuito de combater essa prática, está reforçando a fiscalização em todo Estado com instalação de balanças móveis de pesagem, em operação desde janeiro passado”, disse Jácomo Marinho, diretor da Unidade de Ji-Paraná do Dnit.

Ainda segundo Marinho, as balanças adquiridas já estão sendo usadas na fiscalização móvel na região de Ji-Paraná e Pimenta Bueno. A equipe fiscalizadora é formada por seis servidores e um veículo com toda a estrutura necessária. Além do combate ao excesso de carga, também está sendo fiscalizado a altura e largura dos veículos, conforme especifica a chamada Autorização Especial de Trânsito (AET).

A proposta do Dnit é de conseguir reduzir, ao máximo, os índices de acidentes com mortes nas rodovias de responsabilidade do Governo Federal. Segundo o órgão, entre 22 de dezembro de 2017 e 18 de fevereiro do ano passado, 913 pessoas morreram nas estradas federais. Além do excesso de carga, alcoolemia, alta velocidade e ultrapassagens indevidas são os maiores fatores que provocam mortes nas rodovias.

O Governo Federal calcula que é gasto acima dos R$ 8,9 bilhões com despesas de vítimas de acidentes, dados fornecidos pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O Dnit também anunciou que reformará a Balança de Pesagem localizada na BR-364 entre os municípios de Ouro Preto e Ji-Paraná, fechada há anos pelo órgão.

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios