DestaqueNotíciasPolícia

Marido de delegada que foi baleado por PF aguarda leito na UTI

Nesta manhã de segunda, um policial federal de 33 anos se apresentou na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) e confessou ser o autor dos disparos

Continua em estado gravíssimo o homem de 26 anos identificado apenas pelas iniciais R.G.A, que foi atingido com sete tiros na madrugada desta segunda-feira (22) em frente a uma residência no bairro Pedrinhas, zona Norte de Porto Velho (RO).
Segundo apurado, R.G.A., ainda está aguardando leito na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital João Paulo II, em situação considerada crítica. Ele foi atingido com tiros no rosto, abdômen e tórax.
Nesta manhã de segunda, um policial federal de 33 anos se apresentou na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) e confessou ser o autor dos disparos.
Para Leisaloma Carvalho da Homicídios, o PF afirmou que atirou para se defender, haja vista que o marido da delegada estava armado e ele pensou que se tratava de um assalto.
Já a vítima teria ido até o carro do policial federal por ele estar em atitude suspeita na região da residência da delegada de Polícia Civil, mulher do baleado.
O policial federal foi solto após ser ouvido na Homicídios e responderá o crime em liberdade. A delegada Leisaloma Carvalho, explicou durante entrevista coletiva que o PF se apresentou de forma espontânea e já estava fora de flagrante.
Ainda segundo a delegada, o policial no momento do tiroteio estava usando um veículo oficial descaracterizado. Nove cápsulas de pistola calibre 9mm foram achadas na cena do crime.
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios