MundoNotícias

Mulher é expulsa de avião porque homens ‘não se controlavam’ com blusa dela

Voar nem sempre é fácil. Que o diga a britânica Harriett Osborne. Aos 31 anos, mãe de dois filhos, ela decidiu pegar um voo que saía da Espanha para voltar para casa, na Inglaterra. No entanto, o que não poderia imaginar é que seria simplesmente expulsa da aeronave. Tudo porque homens e suas companheiras não se controlavam com a blusa dela.

O caso ocorreu em um voo da empresa aérea easyJet, sendo confirmado em nota pela companhia. A blusa declarada inapropriada para o voo fez com que a mulher tivesse que dormir dentro do próprio aeroporto, além de pagar uma taxa de quase R$ 800 para pegar o próximo voo, agora já com uma roupa ‘mais comportada’.

Em um desabafo feito nas redes sociais, Harriet contou que uma aeromoça teria batido de frente com ela assim que ela entrou no avião e avisou que aquele tipo de blusa não seria permitido. O motivo é que a jovem estava com uma blusa preta com alguma transparência nos braços e uma fenda um pouco mais profunda na frente. É o tipo de roupa comum em baladas chiques, por exemplo.

A mulher, é claro, ficou chocada com o que fizeram com ela. “Eu fui escoltada para fora do avião. Chocada. Foi muito machista. Eu comecei a chorar. Tivemos que voltar ao terminal onde a polícia espanhola nos parou para fazer perguntas. Eles ficaram perplexos quando ouviram o que tinha ocorrido”, disse ela, que não diz na matéria replicada pela revista Glamour se vai ou não processar a companhia aérea que provocou esse grande furdunço.

Em um comunicado à imprensa, a empresa em que o fato ocorreu diz que a expulsão, na verdade, foi o comportamento “disruptivo”, depois que a jovem já até tinha aceito trocar de roupa para entrar no avião.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios