DestaqueMundo

Atriz de ‘Smallville’ acusada de tráfico sexual se declara culpada e chora em tribunal

A ex-atriz de Smallville, Allison Mack, se declarou culpada em um tribunal federal americano no Brooklyn, nesta segunda-feira, por seu envolvimento no caso de uma seita em que mulheres seriam recrutadas para servirem como escravas sexuais. Alison, de 36 anos, admitiu inclusive que ela própria tinha uma “escrava sexual”. Segundo procuradores, o culto NXIVM (pronuncia-se “Nexium”) era uma sociedade secreta comandada pelo guru de autoajuda Keith Raniere.

As acusações à atriz diziam respeito a tráfico sexual e conspiração para recrutar mulheres para um programa dentro da organização de Raniere sediada em Nova York. Procuradores disseram que ela desempenhava um papel importante no grupo.

A atriz chorou enquanto confessava, afirmando ao Nicholas Garaufis que estava ali para se declarar culpada. Allison admitiu ainda que ela também tinha sua própria “escrava”.

“Eu devo assumir total responsabilidade pela minha conduta. Sinto muito pelo meu papel neste caso. Eu sinto muito pela minha família e pelas pessoas boas que eu machuquei através da minha adesão equivocada aos ensinamentos de Keith Raniere”, disse.

As vítimas tinham que fornecer informações sobre familiares e amigos, fotografias nuas e direitos a seus bens, que eram usados como chantagem para que não deixassem o grupo, de acordo com os procuradores, e ainda precisavam recrutar outras mulheres. Se são conseguissem, seriam agredidas. Ainda segundo a investigação, elas eram obrigadas a adotar uma dieta de até 800 calorias por dia e tinham a pele marcada à ferro com símbolos que representariam as iniciais de Allison e de Keith.

Em abril do ano passado, a atriz pagou uma fiança de US$ 5 milhões para que pudesse responder em liberdade. À época, ela colocou a casa de sua família na Califórnia como garantia e concordou em morar com seus pais sob prisão domiciliar.