Destaque

Após intervenção do presidente do TJ, greve dos agentes é suspensa

RONDÔNIA – Nesse sábado (17), a pedido do Judiciário, a greve dos agentes penitenciários foi suspensa. Segundo o Singeperon, os agentes entenderam que deveriam suspender o movimento, a pedido do presidente do tribunal de justiça, Walter Waltenberg. Ainda ficou decidido que está mantido o estado de greve e, a qualquer momento, a presidente do sindicato, Daihane Gomes, pode deflagrar a greve, caso as tratativas com o governo não avancem.

Apesar do retorno às atividades, a categoria irá manter ainda a “operação padrão, sem serviços extraordinários, tendo em vista que, há muitos anos a classe vem sofrendo por vários acordos firmados e não cumpridos pelo Estado, deixando os servidores desacreditados”, disse o sindicato por meio de nota.

De acordo com Waltenberg, o Judiciário ofereceu seu Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) para mediar o conflito entre o Singeperon e o Executivo por entender ser o meio mais rápido e seguro para que os filiados ao sindicato recebam as vantagens decorrentes de acordo que o próprio Desembargador Walter Waltenberg, quando ainda integrava a segunda Câmara Especial, homologou.